O aniversário decadente do Orkut


O Orkut completou sete anos nesta semana, mas o Google não tem nenhum motivo para festejar. O declínio da rede social é evidente.

O Facebook tem crescido com rapidez assustadora no Brasil e, até o fim do ano, tudo indica que vai superar a rede do Google em número de usuários. Qualquer pessoa com um perfil nas duas redes sociais percebe o movimento de migração de uma para a outra. Claro que há alguns recursos de sucesso no Orkut, como as comunidades, que ainda não são tão usados pelos brasileiros no site rival. Mas isso deve mudar com o tempo.

A rede social de Mark Zuckerberg transformou-se em uma empresa enorme e atingiu um ritmo de inovação com o qual fica difícil competir. Para fazer isso, o Google precisaria investir pesado no Orkut – coisa que não tem acontecido. O time responsável pelo produto é formado por pouco mais de 40 engenheiros. Mesmo com todo o esforço desses profissionais, é muito pouca gente. São inúmeros os problemas que surgem em um site acessado por 85 milhões de internautas. Quanto mais bugs atrapalham a vida dessas pessoas, mais vontade elas têm de ir para outro lugar.

Os sinais de abatimento do Google já começaram a aparecer. Neste ano, o post comemorativo dos sete anos do Orkut, no blog oficial, não usava nem o ponto de exclamação no titulo para marcar a festividade da data (o que ocorreu em anos anteriores). O texto também foi breve. Nos outros aniversários, as últimas novidades da rede foram destacadas. O mais estranho é que um post maior entrou no ar dois dias depois, com números escolhidos a dedo para tentar mostrar que o Orkut continuava crescendo. Provavelmente perceberam que era necessário mudar o tom para não dar sinais de uma crise. O mais curioso é que o texto em nenhum momento prova que a rede está aumentando de tamanho. Não são mencionados dados básicos, como a quantidade de usuários em 2009 e 2010. Enquanto isso, o Facebook chega a 600 milhões de perfis ativos e conta para todo mundo.

Para piorar as coisas, o Google abriu uma comunidade oficial do Orkut para os usuários darem seus palpites. O tópico mais comentado é que concentra as críticas, sinal de que o número de insatisfeitos está aumentando assustadoramente. As coisas também não vão bem no campo dos negócios. Ações promovidas em conjunto com anunciantes, como a entrevista ao vivo de Ivete Sangalo, tiveram uma audiência insignificante. A única chance do Orkut é sofrer uma mudança radical, que o transforme em um produto sem bugs, com uma interface mais moderna e mais funcional. Mas talvez seja tarde demais.

Fonte: http://info.abril.com.br
IKEOZZ
Gostou? Compartilhe com seus amigos!

Basta clicar em um dos ícones acima. Gratidão.