Dicas importantes sobre perfumes



Um perfume é resultado de uma média de 75 a 200 essências.

Por essa razão, ele é composto por notas de cabeça, notas de coração e notas de fundo, que é mais ou menos como o cheiro dividido em etapas.

Isso porque cada nota tem o seu tempo de evaporação e, portanto, de duração na pele. São elas:

Notas de cabeça: é a primeira impressão que se tem do perfume. Como as moléculas são menores, em menos de três minutos, elas evaporam.

Notas de coração: é o verdadeiro cheiro do perfume e se mantém na pele de cinco a oito horas.

Notas de fundo: as notas que dão corpo ao perfume. Feitas a partir de moléculas mais pesadas, elas são as últimas a irem embora, durando até vinte e quatro horas.

Da mesma família

Quando se fala que uma fragrância é cítrica ou amadeirada, o que se faz é classificá-la em famílias olfativas. A classificação de um perfume é feita de acordo com as notas de coração.

E toda a magia a respeito disso decorre porque quando são misturadas duas essências, por exemplo, rosa e jasmim, o resultado será um terceiro aroma, chamado acorde. Existem nove principais famílias olfativas:

Cítrica: fragrância fresca, que leva normalmente ingredientes como limão, laranja, lima e bergamota (uma fruta não comestível). É leve e combina com um perfil esportivo. Talvez seja o cheiro melhor aceito pelo homem, desde a criação do primeiro perfume masculino. Devido a sua rápida evaporação, as fragrâncias cítricas são normalmente usadas nas notas de cabeça -- são o primeiro cheiro percebido pelo olfato, mas também o primeiro a sumir.

Frutas e flores: são fragrâncias frescas, que vão bem durante o dia. As frutas predominantes são o abacaxi, maçã, pêssego e cereja. O lírio, assim como outras flores de aroma suave são as mais utilizadas.

Florais: são perfumes mais românticos e delicados, como jasmim, violeta, gardênia, etc. As notas florais são muitas vezes usadas para notas de coração.

Aldeídos ou sintéticos: este grupo é clean. Sem nenhuma base natural, as essências são produzidas em laboratório. Os aromas aldeídos são suaves e redondos, remetem à limpeza, como a roupa de cama recém-lavada ou o frescor da brisa da praia. Muitas vezes são misturados com especiarias como canela e gengibre.

Chypre: clássico da perfumaria, resulta de um acorde básico de madeira, musgo de carvalho e floral, combinado às vezes com couro ou frutal.

Madeira: notas de madeira são secas, quentes e elegantes. O blend amadeirado é essencialmente masculino. Patchouly, cedro, vetyver e sândalo formam o centro das composições.

Orientais: fragrâncias fortes que combinam com a noite. Harmonizam o calor das especiarias, como cravo, canela e cardamomo, com essência de baunilha e notas balsâmicas e doces.

Animais: facilmente reconhecidas pelo cheiro de almíscar, castóreo ou âmbar, as fragrâncias de animais são hoje produzidas em laboratório.

Fougère e fougère aromático: o conceito nasceu de uma estrutura baseada em notas cítricas (de cabeça) e musgo de carvalho com gerânio (notas de coração), resultando num interessante contraste entre leve e quente. A versão aromática é enriquecida com blends herbais como thymo, salvia, menta, lavanda, manjericão e alecrim. São menos voláteis que as fragrâncias cítricas porque unem frescor a caráter.
 
Cuidados ao comprar

Já aconteceu de na loja você achar um perfume divino e com o uso o cheiro ficar completamente diferente? Isso ocorre porque logo que o perfume é aplicado é preciso alguns minutos para as notas de cabeça evaporarem e as notas de coração (o verdadeiro cheiro) se sobressaírem.

A dica é fazer uma horinha na loja antes de se decidir.

Não compre uma fragrância porque gosta dela em algum conhecido.

A química e oleosidade natural da pele reagem com as essências do perfume, fazendo com que ele nunca fique igual de pessoa para a pessoa.

Faça uma pré-seleção de, no máximo, seis perfumes para depois prová-los. Aromas de tipos diferentes são mais fáceis de distinguir do que cheiros parecidos.

Num curto espaço de tempo, podemos reconhecer cinco ou seis fragrâncias diferentes e só três aromas similares.

Quando provar os perfumes, distribua-os em diversas partes do antebraço, para que eles não se misturem.
 
Cuidados com seu perfume

O melhor lugar para guardar seus perfumes é no guarda-roupa, ou qualquer lugar escuro e fresco. O banheiro não é indicado porque a umidade e oscilações de temperatura são prejudiciais às fragrâncias.

Previna a evaporação. Mantenha-os nas caixas originais e nunca deixe-os destampados por muito tempo.

Em geral, a vida útil de um perfume é três anos. Com sorte, ele pode durar mais. Quando a coloração tender para o caramelo e o aroma ficar avinagrado, hora de jogar fora.
 
Como usar seu perfume

Os melhores lugares para se passar perfume são onde a circulação sangüínea é maior: na nuca, atrás da orelha, pulsos, pescoço e dobra do braço. Evite o contato com as mucosas e os olhos.

A pior coisa é o choque de cheiros. Escolha uma fragrância e use a linha toda, desde o sabonete e gel pós-barba até o desodorante. Se o dinheiro estiver curto, alie seu perfume a um desodorante sem cheiro.

No verão, menos. Quanto maior a temperatura do corpo, o perfume exala mais.

De manhã, o olfato também é mais apurado, portanto, use com moderação.

Nenhum comentário

......
Web Statistics