Suspeito do ataques na Noruega "é um fundamentalista cristão"


Um dia após os brutais ataques de ontem na Noruega, de que resultaram 91 mortos, permanecem ainda em mistério os motivos do suspeito autor detido pela polícia, mas os primeiros dados estão a revelar tratar-se de um “fundamentalista cristão”, adepto da caça e dos jogos de vídeo, com ligações à extrema-direita e ideologia anti-muçulmana.

Capturado ontem mesmo após a explosão à bomba em Oslo e a carga a tiro indiscriminada num campo de jovens na ilha de Utoeya, este homem foi descrito pelos investigadores como “um norueguês de gema”, de 32 anos, que até à data estava totalmente fora dos radares da polícia.

As autoridades não avançaram o seu nome, mas vários media locais identificaram o suspeito como sendo Anders Behring Breivik, alto e louro e de olhos azuis penetrantes, de acordo com uma fotografia de rosto na sua conta de Facebook (entretanto desactivada) – mas que a polícia recusa confirmar devido aos “procedimentos da investigação”.

Mensagens e informações avançadas pelo suspeito naquela rede social, assim como na conta que lhe é atribuída no serviço de microblogging Twitter, esta aberta há poucos dias, sugerem um “fundamentalista cristão”, foi avaliado porém por um responsável da polícia de Oslo, Roger Andresen, citado pela agência noticiosa AFP. Esta mesma fonte precisou que o suspeito demonstra opiniões políticas que “pendem à direita”.

“Há alguns traços políticos que indicam a pendência à direita e um anti-islamismo, mas é ainda cedo para dizer se foi esse o motivo dos seus actos”, avançou por seu lado o comissário de polícia Sveinung Sponheim, em declarações à televisão pública NRK.

No perfil de Facebook atribuído a Breivik, este diz ser “conservador”, “cristão”, adepto da caça e de jogos de computador como World of Warcraft” e “Modern Warfare 2”. Afirma-se também “solteiro” e director da quinta biológica Breivik Geofarm, onde, especula-se, terá obtido os fertilizantes passíveis de serem usados para construir a bomba que explodiu no edifício do primeiro-ministro norueguês, Jens Stoltenberg, bem no centro de Oslo, e causou sete mortes, uma hora antes do ataque a tiro que matou 84 pessoas no campo de jovens do Partido Trabalhista (no poder), em Utoeya.






Os media noruegueses descrevem-no ora como “pertencente aos meios da extrema-direita”, “nacionalista” ou mesmo como “maçon” e asseveram que é possuidor de várias armas e pelo menos uma espingarda automática.

Esta teoria é sustentada por vários comentários da sua suposta autoria feita em websites e fóruns como o www.document.no, onde defende opiniões ultranacionalistas e expressa elevada hostilidade em relação às ideias de sociedades multiculturais, apesar de rejeitar explicitamente a ideologia nazi. No Twitter, Breivik postou uma única mensagem, datada de 17 de Julho, citando o filósofo britânico John Stuart Mill: “Uma pessoa com uma crença tem tanta força quanto 100 mil pessoas que têm interesses”.






......
Web Statistics